COMO É O PASSEIO A LOS PENITENTES E PUENTE DEL INCA PARTINDO DE MENDOZA

Como dissemos no post VISITA ÁS VINÍCOLAS DE MENDOZA , deixamos para resolver os passeios que faríamos em Mendoza quando chegássemos lá,  mesmo  já tendo em mente o que gostaríamos de fazer . Ainda faltava o famoso passeio Alto da Montanha mas, não havíamos escolhido a empresa. O recepcionista do nosso hotel nos indicou a Viajes Conocer Mendoza, que estava com um bom preço ( 490 pesos por pessoa – valor de Junho de 2016). Reserve um  dia inteiro de seu roteiro para esse passeio , ida e volta, gira em torno de 500 km. Mas vale o cansaço: paisagens lindas pelo caminho e os pontos visitados são maravilhosos.

COMO FOI NOSSO PASSEIO A PUENTE DEL INCA :

O micro ônibus da empresa nos pegou ás 08:00 no hotel e a guia ( somente em espanhol) já começou a dar orientações sobre o passeio e explicar alguns detalhes sobre Mendoza, sua cultura e economia local. Explicou bastante sobre a escassez de água na região e as práticas que a cidade foi adotando para contornar essa dificuldade.

A primeira parada do tour é a aproximadamente 65km de Mendoza, no Dique Potrerillos. Trata-se de uma represa que abastece a cidade de Mendoza e região. Essa parada é bem rápida, em torno de 15 minutos, só mesmo para fotos.

Continuando a viagem, a guia vai contado vários detalhes e lendas sobre as montanhas e paisagem da região até chegarmos ao Valle de Uspallata, um pequeno povoado onde fomos direcionados a um restaurante com uma loja de aluguel de roupas, botas e equipamento de esqui.  Como não havíamos consultado a previsão do tempo e achamos que não teria muita neve ( erro!!!! sempre consulte a previsão do tempo antes de fazer um passeio) optamos apenas por alugar uma espécie de bota para a neve ( era meio estranha, não parecia específica pra neve) . Além disso, fomos orientados de que, caso fosse necessário sacar dinheiro, era a última oportunidade uma vez que nas próximas paradas havia possibilidade de pagamentos em cartão de crédito, somente dinheiro.

Mais 60 km de belas montanhas que começam  a mudar de tons terrosos e ocre para belos picos nevados  e chegávamos à Estação de Esqui Los Penitentes. E qual foi nossa surpresa: havia nevado bastante nos dois dias anteriores e tinha muita neve. Ficamos empolgadíssimos e exploramos bastante os arredores das pistas de esqui mas, como nunca esquiamos, ficamos só apreciando os corajosos que desciam a montanha em esquis e snowboard.  Los Penitentes fica bem no meio da Cordilheira dos Andes e no local há um hotel e um restaurante onde a excursão faz uma parada para almoço.  E a neve caiu mais e mais durante o tempo que estávamos lá.

Depois de aproximadamente  duas horas ( incluindo o tempo do almoço) seguimos viagem até a famosa Puente Del Inca. Trata-se de uma formação geomorfológica com  48 metros de comprimento, 28 de largura e 8 de espessura, suspensa a 27 metros sobre o rio Las Cuevas  com várias estalactites e tudo isso em vários tons de amarelo, ocre e laranja causados pelos sais minerais presentes nas água do rio, decorrentes do solo da região.

Diz a lenda indígena que o herdeiro do trono do império Inca encontrava-se muito doente e o pai, desesperado em busca de uma cura para o filho, levou-o para tratamento em águas termais das terras do sul. Essa travessia duraria meses e teriam que passar por uma gruta cortada por um rio furioso. Os guerreiros que acompanhavam pai e filho tiveram que se abraçar e formar uma ponte humana  para que ambos atravessassem. Após atravessarem sobre a ponte formada, o pai virou-se para agradecer aos guerreiros e esses haviam se petrificado, dando origem à famosa ponte natural, denominada Puente del Inca. O local já abrigou um famoso hotel construído em 1920 por ingleses que aproveitavam as de fontes  de águas termais do rio ( chegam a 40 graus celsius). Porém, em 1965, uma forte avalanche deixou-o em ruínas ficando de pé apenas a igrejinha do local. Desde 2005 as ruínas e a igrejinha não podem mais ser visitados por motivos de segurança. A área é considerada Patrimônio Mundial pela Unesco.

puente del inca www.viagemeintercambioemfamilia.wordpress.com
A lendária Puente del Inca e ao fundo a Igrejinha do Hotel

Como a neve insistia em cair, nosso passeio teve que ser interrompido aqui devido ás más condições da estrada. Não conseguimos nem avistar o Aconcágua, a visibilidade estava bastante prejudicada. Ainda nos ficou faltando conhecer o Cristo Redentor que marca a divisa entre a Argentina e o Chile e, claro, pelo menos avistar o magnífico Aconcágua.  Uma boa desculpa para voltarmos, não acha?

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

  1. Confira sempre a previsão do tempo antes de sair. Fomos despreparados para a quantidade de neve que havia caído na noite anterior.
  2. Como é um passeio de dia inteiro recomendamos que leve lanches e água. São poucas paradas e não há muitas opções do que comprar para comer.
  3. Já saia de Mendoza com dinheiro em espécie: não se aceitam cartões de crédito e você vai ter que gastar dinheiro com aluguel de roupas/botas para neve ( caso vá no inverno), almoço, algum souvenir e imprevistos também podem acontecer, certo?
  4. Caso tenha roupas/botas para neve leve suas próprias: pelo menos as que alugamos não foram muito eficientes e ficamos por bastante tempo com os pés molhados.
  5. Remédios para enjoo devem fazer parte de sua mochila: a viagem é longa e você pode precisar.
  6. Passeio indicado também  para crianças que se divertirão bastante na Estação de Esqui Los Penitentes.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: